sexta-feira, 5 de junho de 2015

O Último Exorcismo





















Esse é um filme bastante comentado, porém eu nunca havia assistido, e parei essa madrugada para ver os dois (junto de minha mãe), e sinceramente não superou minhas expectativas, me baseando pelos trailers e imagens esperei um filme totalmente diferente (e mais uma vez, a publicidade engana).

O primeiro filme conseguiu me prender um pouco ao trama, mas já acostumado com filmes com essa temática não posso falar que me surpreendeu, apenas achei interessante, um bom filme para assistir acompanhado. 

Já a respeito do segundo simplesmente não gostei, achei que o mesmo foge muito da trama do primeiro, e nem ao mínimo supera o mesmo, pelo contrário, talvez um pouco repetitivo, mudando apenas o cenário. Mas enfim, opiniões a parte, deixo abaixo a sinopse de ambos os filmes. 



O Último Exorcismo





Numa fazenda no estado de Louisiana, nos Estados Unidos, Louis Sweetzer acredita que sua filha Nell está possuída por um demônio. Ele chama o reverendo Cotton Marcus, com dezenas de exorcismos realizados (entre aspas), para salvar a jovem. Marcus decide filmar este seu último exorcismo, mas o que encontra no local é diferente de tudo que já tinha visto antes.










O Último Exorcismo: Parte II



Após escapar do ritual realizado por um culto, que desejava que ela desse a luz a um filho demoníaco, a jovem Nell Sweetzer é encontrada suja e completamente aterrorizada na floresta. Apesar de ser examinada por uma equipe médica, Nell não se lembra bem do que lhe aconteceu. Ela decide se mudar para a pequena cidade de Davreaux, onde tenta recomeçar a vida em um lar para garotas abandonadas. Entretanto, não demora muito para que o demônio Abalam volte a atormentá-la. Desta vez, Nell poderá contar com uma poderosa equipe de exorcistas, que conhecem as técnicas mais avançadas para livrá-la de uma vez por todas desse mal.






Muitas pessoas me falavam que esse filme era o melhor que já haviam visto do gênero, o consideravam "altamente assustador", talvez por esse motivo eu não tenha simpatizado muito com o mesmo, porém cada um possui seu ponto de vista. Se se sentiu atraído pelos mesmos, assistam e tirem suas próprias conclusões.