sexta-feira, 22 de agosto de 2014

O mistério da estátua de Jesus Cristo














Durante uma restauração que seria nada mais do que rotineira, pesquisadores do Instituto Nacional de Antropologia e História do México fizeram uma descoberta sem precedentes. Uma estátua do século XVIII de Jesus Cristo foi radiografada e mostrou-se equipada com dentes reais, branco-perolados humanos, intactos até as raízes.




Pesquisadores, muitas vezes, fazem raios-X de antigas obras de arte para descobrirem o máximo de informações sobre a peça, e, neste caso, certamente valeu a pena. “O Senhor da Paciência”, como a estátua foi apelidada, tem oito dentes no total, que os antropólogos só notaram graças ao fato de que “as raízes podem ser vistas perfeitamente nos raios-X, e de acordo com o tamanho deles, sabemos que todos eram de um mesmo adulto”. Normalmente, as estátuas terão dentes esculpidos em madeira ou até osso, mas as raízes foram importantes para que a descoberta fosse feita.















A explicação mais provável para esse caso seria que os dentes foram doados para a igreja. Não era de todo incomum, por exemplo, para paroquianos daquele tempo cortarem o próprio cabelo para que fossem colocados nas estátuas dos santos. Na verdade, essa é a única explicação científica para este caso.

















Fonte: Macaco Velho


E aí, o que vocês acham disso? Assim que vi a notícia logo pensei que era mais uma daquelas farsas que as pessoas armam para ganhar seus quinze minutos de fama, porém percebi que o fato era verídico, já que antigamente ossos eram doados para igrejas, no caso, os dentes foram aproveitado para dar um maior 'toque de realismo' na estátua. Algo bem comum na época.