segunda-feira, 19 de maio de 2014

Cry Wolf (O Jogo da Mentira)


Esses dias assisti um filme que estava na minha lista faz certo tempo, mas nunca tive tempo de assistir. Acho que o ditado de não julgar um livro pela capa cai bem nesse caso, pela sinopse e capa do mesmo achei que era mais um daqueles filmes clichês onde um lugar é aterrorizado por um serial killer, ocorrem muitas perseguições durante o filme, e no fim das contas o assassino era alguém que nunca imaginaríamos.

Em Cry Wolf a trama é diferente, um jovem recém-chegado em um colégio é recebido por um grupo de estudantes com um jogo realizado por eles, onde o objetivo principal é descobrir quem está mentindo, seja se defendendo ou manipulando os outros participantes. Após isso, uma das alunas tem a ideia jogar com a escola inteira, espalhando a notícia de que há um assassino na escola (aproveitando o fato de uma garota ter sido morta nos arredores do colégio), daí surge o assassino fictício conhecido como "O Lobo". O problema é quando uma sequência de ocorrências estranhas leva os realizadores da brincadeira a acreditarem na possibilidade de o assassino seja real, enigmas e mistérios começam a surgir e, a brincadeira começa a se tornar perigosa.


Cry Wolf é um filme rico em detalhes, o que mais me chamou atenção no mesmo foi a facilidade de trazer muitas reviravoltas durante a trama sem perder o foco principal e deixando quem assiste com diversas dúvidas, é um daqueles  envolventes filmes onde você viaja na trama e fica mais curioso a cada cena. O final é o melhor, onde todas as dúvidas são reveladas em um lance de alguns minutos, algo surpreendente e ao mesmo tempo tão óbvio, no mínimo parecido com os finais de Jogos Mortais, capaz de deixar quem assiste refletindo por alguns momentos.


Recomendo esse filme principalmente para quem gosta de suspense e mistério, é um filme leve, sem muita violência, cenas de sexo ou sangue, ótimo para ser assistido em uma madrugada de sábado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário