sábado, 8 de outubro de 2016

A mulher que acordou em um mundo paralelo


Em julho de 2008, uma mulher de 41 anos de idade, chamada Lerina Garcia acordou em sua cama para mais um dia que parecia super normal. No entanto, ao iniciar sua rotina, ela afirma que descobriu pequenos detalhes que eram nada peculiares. Por exemplo, os lençóis e o edredom eram diferentes do que ela se lembrou de colocar na cama na noite anterior.

Resolveu deixar de lado essa estranha mudança e se dirigiu até seu local de trabalho, onde trabalhava há 20 anos. Entretanto, ao chegar ao seu departamento, ela percebeu que não era, na verdade, o seu departamento, apesar da sua localização estar exatamente onde era.


Tendo consciência de que algo estranho estava definitivamente acontecendo, ela voltou para casa apenas para encontrar o homem de quem ela diz ter se separado seis meses antes… porém, tal separação nunca ocorreu (pelo menos, nessa versão de universo). Seu ex e novamente atual marido, relatou espantado que ela estava desaparecida fazia quatro meses e que ele estava sendo investigado e acusado por isso.

Disse também que contratara um detetive particular, contudo seu paradeiro continuou desconhecido. Investigando mais a fundo, Lerina percebeu que, a sua vida, tudo que conhecia, seus familiares, amigos, haviam sumido. O único que permanecia era o ex-marido…

Embora, para muitos, pareça mais provável que as percepções de Garcia sejam o resultado de algum mau funcionamento neurológico, ela acredita ter acordado em um universo paralelo. Infelizmente para a nossa suposta viajante dimensional, Garcia não foi capaz de retornar ao seu universo normal, deixando-a presa em uma dimensão onde não pertence, com um ex-atual-marido.

Garcia não tem nenhuma das lembranças do qual falam, sendo que as suas lembranças nada se assemelham com aquelas que os outros dizem.

Fonte: Medo Sensitivo

Um comentário:

  1. Acredito na possibilidade de mundos paralelos, apesar de não conhecer muito sobre o assunto

    ResponderExcluir