domingo, 6 de dezembro de 2015

Greis

Os infames campos de concentração nazistas eram em si mesmos um horror, e poderia se encher uma biblioteca inteira com romances relativos à crueldade inquietante que foi infligida contra as pobres pessoas que neles foram colocados. Com tal brutalidade envolvida, não é de se maravilhar que muitos contos têm sido espalhados sobre estes campos - que vão desde a mais crua realidade até o tipo de coisa que você esperaria de um teórico da conspiração esquizofrênico e com síndrome de borderline.

O conto que estou prestes a compartilhar é conhecido como "Greis" e aconteceu em um dos muitos campos montados durante o Holocausto, projetado exclusivamente para deter e matar a população "indesejável" - devido ao ódio fanático que o regime nazista havia implantado nas mentes de seu povo, nem mesmo as crianças não foram poupadas - e foi assim que a nossa história foi espalhada.


Segundo a lenda, um "velho" vagava até o acampamento quando as crianças estavam prestes a serem levadas para a execução. Ele era, de alguma forma, invisível para os guardas, mais alto do que a maioria das pessoas (alguns relatos afirmam que ele media nove pés), extremamente magro e com a pele pálida como giz (possivelmente albino). Ele vestia um uniforme da SS, apesar de aparentemente ser invisível para os oficiais nazistas que patrulhavam a área. Esta figura assistia em silêncio enquanto as crianças eram levadas para longe, parando apenas para conversar com uma única criança - escolhida aleatoriamente -, sussurrando em seu ouvido e, em seguida, levando-as para longe; tudo isso debaixo do nariz dos guardas. Esta entidade ficou conhecida como "Greis" e se tornou uma espécie de bicho-papão entre os guardas e superiores, embora o destino das crianças nunca tenha sido descoberto.

Várias teorias surgiram sobre quem ou o que "Greis" era. Alguns dizem que era um oficial de alta patente que levava as crianças para as usar em experimentos, explicando porque a "criatura" era ignorada pelos guardas. Está é, infelizmente, a mais realista das teorias, apesar de não diminuir a imagem de "bicho-papão" da história. Outras se aprofundam em origens sobrenaturais, como ele sendo um anjo da morte/da guarda, um fantasma, ou, em teorias mais extremas, um alien ou demônio.

Seja lá qual for a sua origem, a história de "Greis" é apenas mais um conto perturbador sem solução, e a verdade por detrás dele pode muito bem permanecer escondida nos cantos obscuros da história.