quinta-feira, 9 de julho de 2015

Sociedade Ordo Templi Orientis






















Se você já leu alguns textos sobre ocultismo, sociedades secretas ou sobre Aleister Crowley aqui no blog Noite Sinistra, você certamente já se deparou com a sigla O.T.O. Essa sigla é uma das formas usadas para denominar a sociedade, ou organização, Ordo Templi Orientis. A Ordo Templi Orientis é uma irmandade ocultista, cuja criação foi baseada em inspirações maçônicas. 



História da O.T.O

Ordo Templi Orientis é uma organização ocultista, cujas primeiras atividades se deram em 1895 e possivelmente fundada oficialmente em 1906 por Franz Hartmann e Theodor Reuss, logo após a morte de Karl Kellner, que teria sido um dos precursores do estudo da ordem.


























Na imagem acima, respectivamente, Franz Hartmann, Theodor Reuss e Karl Kellner. E na imagem logo abaixo Alesteir Crowley.

Em 1912, Reuss no periódico Oriflamme teria dito que a Ordem tinha posse do grande segredo Hermético, sendo que após a morte do próprio em 1924, Heirich Tränker teria feito de tudo para ter esse pretenso segredo, embora o fato de estar em poder da O.T.O. seja muito duvidoso.

Em 1925, Aleister Crowley, tempos depois de ser expulso da Golden Dawn reformulou a Ordo Templi Orientis, tornando ela uma das principais representantes do movimento telêmico. Aleister Crowley descreveu o grupo em seu livro The Book of the Law, inclusive a Lei de Thelema. De acordo com Crowley, o motto da Ordem era Faça o que você quiser, este será toda a Lei.






















Referências ideologicas da Ordo Templi Orientis

A O.T.O. representa a exteriorização e confluência de divergentes correntes de sabedoria e conhecimento esotérico, que eram originalmente divididas e guiados à contra-cultura pela intolerância política e religiosa durante as idades negras. Ela remete às tradições dos movimentos Maçônico, Rosacruciano e Iluminista dos Sécs. XVIII e XIX, às cruzadas dos Cavaleiros Templários da Idade Média, ao recente Gnosticismo Cristão e às Escolas Pagãs de Mistérios. Seu simbolismo contém uma reunificação das tradições ocultas do Ocidente e do Oriente, e a resolução destas tradições permitiu-a reconhecer o verdadeiro valor da revelação do Livro da Lei de Aleister Crowley.



















A O.T.O. também é conhecida genericamente como integrante do círculo de sociedades secretas germânicas.



A Loja Agapé

A Loja Agapé N° 1 foi fundada em 1915, em Vancouver (Colúmbia Britânica/Canadá), sob a autoridade de Jones e Crowley. Nos anos 30, Wilfred Talbot Smith (1885 — 1957), um membro patenteado da Loja Agapé N° 1 mudou-se de Vancouver com instruções de Crowley para trabalhar com Jane Wolfe (1975 — 1958), que havia sido uma estudante de Crowley em Cefalú, de modo a estabelecer a Loja Agapé N° 2 em Los Angeles (Califórnia/EUA). Smith e Wolfe uniram um grupo em Hollywood, Califórnia, e, juntamente com Regina Kahl (1891 — 1945), começaram a celebrar a Missa Gnóstica semanalmente em um domingo, 19 de março de 1933. 

A Loja Agapé N° 2 teve seu primeiro encontro em 1935. A Loja Agapé contribuiu grandemente com os esforços de Crowley para suas publicações e Crowley apontou Smith (Ramaka) como X° para os E.U.A.. Posteriormente a Loja Agapé N° 2 mudou-se para Pasadena, Califórnia, e foi liderada por John W. "Jack" Parsons (Belarion, 1914 — 1952), um respeitado engenheiro químico e pioneiro aeroespacial. Parsons foi um dos fundadores tanto do California Institute of Technology's Jet Propulsion Laboratory (Laboratório de Propulsão a Jato do Instituto de Tecnologia da Califórnia) quanto do Aerojet General (Laboratóro Aerojato Geral, do Instituto de Tecnologia da Califórnia).