domingo, 31 de agosto de 2014

Paixão ou ilusão?

Eu estava lendo um ótimo livro sobre psicologia, como sempre faço, quando me deparo com algo que chama minha atenção.

Será que fazemos coisas sem saber por quê?

Segundo a psicologia, quando você se apaixona por outrem, você poderá explicar tal fato com centenas de motivos, tais como "ela é a única com quem poderei viver feliz", mas, no fundo, você apenas está apaixonado, e isso é tudo. 


Apaixonar-se por alguém, equivale a estar hipnotizado ou sob sugestão. Quando se obedece a esse estado emocional, fazem-se coisas das quais não se tem a mínima ideia. E a verdade é que — por menos românticos que sejamos ao nos apaixonarmos por alguém, ficamos praticamente hipnotizados pelos nossos próprios e inconscientes desejos e associações.

Fonte: Psicologia da Vida Moderna

Amor e paixão são duas coisas distintas, porém quando se está apaixonado é como se você estivesse em transe, então aquela pessoa se torna o "amor da sua vida", mas é algo momentâneo, você age sem pensar, "segue seu coração" e acaba se dando mal.

Agora vou lhe dar um pequeno conselho, sempre que "encontrar seu grande amor" vá com calma, sua vida ou felicidade não depende dessa pessoa, você pode estar apenas em um estado de transe, ou melhor, apaixonado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário